terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Municípios vão receber R$ 32 milhões para construção de UBS fluviais no Amazonas

São 17 municípios beneficiados. As UBSs oferecem vacinação, curativos, pré-natal, preventivos, testes rápido de HIV, Sífilis e Hepatite e outros.
Fonte:Acrítica


Dezessete municípios do Amazonas vão receber mais de R$ 32 milhões para a construção de novas Unidades Básicas de Saúde (UBS) fluviais, segundo divulgou a Secretaria de Estado de Saúde (Susam). O investimento é resultado de trabalho de articulação da Susam com os governos federal e os municipais.
Os 17 municípios para onde a verba vai ser destinada se habilitaram para receber os incentivos por meio da portaria nº 3.410, de 13 de dezembro de 2017, no âmbito do Programa de Requalificação de Unidades Básicas de Saúde (UBS) aos Estados e aos Municípios da Amazônia Legal e Pantanal Sul Matogrossense.
“No caso do Amazonas, a Susam foi responsável em qualificar e preparar os municípios, com suporte técnico e de documentação, para que pudessem se habilitar e participar da portaria”, destaca o secretário de Estado de Saúde, Francisco Deodato.
Ao todo, cada município contará com R$ 1.889.450,00 para a construção das unidades. São eles: Amaturá, Boca do Acre, Caapiranga, Codajás, Guajará, Ipixuna, Itapiranga, Japurá, Juruá, Manaquiri, Maraã, Nova Olinda do Norte, Santa Izabel do Rio Negro, São Sebastião do Uatumã, Tapauá, Urucará e Urucurituba.
Além dos recursos para a construção das unidades, o Ministério da Saúde destina verba mensal para custeio dos serviços nestas embarcações. As unidades com atendimento de saúde bucal recebem um total de R$ 90 mil, enquanto as que não oferecem este serviço recebem R$ 80 mil.

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

EDITAL PROMOVE – CREDENCIAMENTO Nº 002/2017 – CIL



EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 002/2017 – CIL, PARA CONTRATAÇÃO DE ENTIDADES JURÍDICAS: MEI, MICRO, PEQUENAS EMPRESAS E ORGANIZAÇÕES (ASSOCIAÇÕES E COOPERATIVAS) DE MOVELEIROS PARA O FORNECIMENTO DE MÓVEIS ESCOLARES, QUE ATENDA A PADRONIZAÇÃO DE MOBILIÁRIOS ESCOLARES DA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E QUALIDADE DE ENSINO – SEDUC.

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Fundo de Promoção Social lança edital com R$ 6 milhões para setor primário

O Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) do Governo do Amazonas lançou, na última terça-feira (12/12), o edital exclusivo para a inclusão produtiva de agricultores familiares. O investimento é da ordem de R$ 6 milhões para a seleção de projetos das Organizações da Sociedade Civil (OSCs) interessadas em firmar parceria no âmbito do Estado do Amazonas. O objetivo é fomentar projetos de OSCs que atuam no setor primário.
A submissão das propostas se estenderá até o dia 19 de janeiro de 2018. Cada instituição pode apresentar uma proposta no valor de até R$ 200 mil. A entrega dos projetos deve ser feita no protocolo do FPS, localizado na Sede do Governo do Estado, na Avenida Brasil, nº 3.925, bairro Compensa I, zona oeste de Manaus, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.
Segundo a presidente do FPS, Mônica Mendes, a intenção é beneficiar o maior número de famílias que vivem da produção rural no Estado. “Essa é mais uma grande oportunidade que a gestão Amazonino Mendes está proporcionando para as famílias, tendo em vista que em nosso Estado existe uma demanda expressiva para o setor produtivo. O nosso objetivo é ter o maior número de propostas aprovadas nesse edital, para isso fizemos até uma capacitação, no início desta semana, através do Cento de Mídias da Seduc para instituições que vão se habilitar na concorrência do edital”.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Governo define cadeias produtivas que terão prioridade de financiamento em 2018 por sub-região do Amazonas

Fonte:AFEAM
Foto:Afeam
Em 2018, a prioridade da política de financiamento do Governo do Amazonas será o setor primário, com o fomento de cadeias produtivas por sub-região, atendendo assim potencialidades do agronegócio em todo o território amazonense. As estratégias foram definidas no 17º Encontro Técnico dos Agentes do FMPES, fundo que financia a política de crédito desenvolvida pela Agência de Fomento do Estado do Amazonas S.A. (AFEAM).

Após dois dias de debates na sede da AFEAM com os órgãos do Sistema Sepror (Secretaria de Produção Rural), como a Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), Idam, além da Federação da Agricultura e Pecuária (FAEA) e o Sebrae, chegou-se ao consenso de focar o crédito rural em cadeias produtivas, mapeadas em oito sub-regiões do Estado. Dos R$ 40 milhões de orçamento da Agência de Fomento para o setor, R$ 20 milhões serão para essa finalidade.

Na sub-região do Alto Solimões, prioridade para as cadeias produtivas da castanha, fruticultura e manejo de pirarucu; na sub-região do triângulo Jutaí/Solimões/Juruá, esforços direcionados à mandioca, manejo do pirarucu, pesca e castanha; no Purus, castanha, pecuário de corte e de leite e fruticultura; no Juruá, fomento à fruticultura, mandioca e pecuária; na sub-região do Madeira, castanha, pecuária de leite e de corte, piscicultura e fruticultura.

Estado já aplicou R$ 32,4 milhões na economia do interior em financiamentos voltados ao empreendedorismo

Mais de 5 mil empreendedores do interior do Estado já foram atendidos neste ano pelo Governo do Amazonas com financiamentos da AFEAM. Até outubro, o investimento no fomento da economia dos 61 municípios do interior amazonense, na maioria dos casos com o microcrédito, chega a R$ 32,4 milhões, aponta balanço da Agência de Fomento. Em Manaus, nesse mesmo período, os financiamentos, na sua maioria aos microempreendedores, totalizaram R$ 28,5 milhões.
Com a conclusão das ações itinerantes por calha de rio, a oferta de financiamentos a juros subsidiados, voltados à geração de emprego e renda, continua até 18 de dezembro nos municípios com posto fixo da AFEAM – em Eirunepé, Manacapuru, Manicoré, Itacoatiara e Tefé. A Instituição realizará ainda uma ação especial de liberação de crédito em Maués, na semana da Festa do Guaraná, no início de dezembro.