quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Projetos incentivados pelo Governo do Amazonas fortalecem a cultura da mandioca em Eirunepé

Os investimentos em projetos voltados ao desenvolvimento da cultura da mandioca em Eirunepé, incentivados pelo Governo do Amazonas, por meio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (IDAM) visam fortalecer a economia do município. O objetivo é impulsionar a produção de farinha de mandioca, garantir qualidade, segurança alimentar e nutricional, gerando aumento na renda do produtor.

No último dia 2 de julho, a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) realizou pela manhã, no escritório da Associação dos Trabalhadores de Agroextrativistas de Eirunepé (Atae), localizada na rua Francisco Alves da Conceição, bairro Nossa Senhora de Fátima, o pagamento aos fornecedores das comunidades pertencentes ao município, que comercializam a farinha de mandioca, através da compra direta feita pela Atae.
A iniciativa beneficia aproximadamente 200 famílias das regiões localizadas no Rio Eiru, Itucumã, Tarauacá, Rio Gregório, Alto e Baixo Juruá. Toda produção é comercializada para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), comércio local e mercados da capital.

Para o engenheiro agrônomo da Unidade Local do IDAM no município, Andreson Oliveira Cardoso, a compra de farinha da mandioca já chega a 300 toneladas nesta safra de 2015. “O produto é levado até o mercado consumidor de Manaus, sendo feito todo processo de seleção, classificação e empacotamento. A venda é feita para o Governo do Estado, e entregue à Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio do programa da merenda escolar e aos grandes comerciantes da cidade de Manaus”, explicou Oliveira.
Estiveram presentes no evento agricultores familiares, presidente da Atae Haroldo Severiano Marães e o técnico em Agropecuária da Unloc, Thiago Wesley Serejo Monteiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário