Eirunepé-AM irá receber sementes de milho, uma Parceria entre CONAB e SEPROR

Parceria entre Conab e Sepror (21.770 kg) e compras que serão feitas no mercado permitirão esta escala para os produtores rurais do interior

O governador Amazonino Mendes determinou a aquisição e distribuição de aproximadamente 70 toneladas de sementes de milho, que serão distribuídas, inicialmente, em 26 municípios. Através de um convênio entre a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e a Secretaria de Produção Rural  (Sepror) chegaram ao Amazonas 21.770 toneladas. 
Humaitá já começou a receber. Ao longo de fevereiro e março outros municípios serão selecionados pelo Instituto de Desenvolvimento e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), para receberem as sementes da Sepror (veja lista abaixo dos municípios que receberão as sementes de milho em fevereiro). 

Na avaliação do governador Amazonino Mendes, o Estado precisa de muito mais sementes de milho para alavancar a produção, na busca de escala e autossuficiência. “O governador me autorizou a comprar mais sementes de milho no mercado, para atender a demanda regional e vamos colocar em prática a distribuição com planejamento dessas sementes, via Idam. Compraremos mais 48 toneladas”, comentou o secretário de Produção Rural do Amazonas, José Aparecido dos Santos.
A iniciativa faz parte de uma política de ampliação das lavouras de milho em todo o Estado, com o objetivo de que os produtores da agricultura familiar, bem como da piscicultura, suinocultura, avicultura e outras culturas, que precisam de milho, possam dispor desta matéria-prima fundamental para as rações. 
Agricultores familiares
Segundo o presidente do Idam, Luiz Herval, a distribuição das sementes de milho (tipo AL Bandeirante, com grande capacidade de adaptação ao solo amazônico) da parceria com a Conab, é dedicada, exclusivamente, para os agricultores familiares (segundo a Declaração de Aptidão ao Pronaf, que determina até 4 módulos, sendo no máximo 400 hectares no interior; 40 hectares em Manaus; e 320 hectares na Região Metropolitana). 
As sementes serão distribuídas com critérios técnicos e com o conhecimento da realidade dos produtores. “Nós temos escritórios em todos os municípios e conhecemos o perfil dos produtores familiares”, disse Luiz Herval.
As outras 48 toneladas de sementes de milho que serão adquiridas no mercado pelo governo amazonense, serão distribuídas para os demais produtores rurais, especialmente para os pequenos e médios. Vale destacar que sementes de mamão, hortaliças, milho verde e malva também serão distribuídas pelo sistema Sepror.
Programas
Com a proximidade dos lançamentos (depois do carnaval) dos programas Pró-Calcário e Pró-Mecanização, que movimentarão mais de R$ 50 milhões, o Estado vai precisar de sementes, mão de obra especializada (o Idam deve abrir concurso, depois de 22 anos, para 338 vagas, ainda este ano) e silos com secadores para armazenar seus grãos. 
Em Itacoatiara existem silos que podem servir a esta finalidade, mas eles precisam de secadores para se adequar à realidade do Amazonas, onde a umidade é muito elevada e pode afetar os grãos armazenados. 
As metas da Sepror são ousadas e seguem a tradição da sustentabilidade, visto que as terras que serão utilizadas para o plantio de milho e de outras sementes, estão dentro da reserva legal de 20% das áreas das propriedades.
Segundo o governador Amazonino Mendes, o Amazonas tem grande capacidade produtiva e não pode ficar refém de matérias primas básicas como o milho e a soja (farelo de soja), que servem para toda a cadeia produtiva da agricultura e da pecuária, também (casca de soja). 
A ideia básica do governador é diminuir a importação e aproveitar a tecnologia existente na Embrapa/Amazonas e no sistema Sepror, para disponibilizar as condições ideais de produtividade aos produtores amazonenses em todas as áreas do agronegócio de floresta.
Municípios que receberão as sementes de milhos (21.700 kg) do convênio Conab/Sepror 
  •  Alvarães
  • Tefé
  • Lábrea
  • Tapauá
  • Carauari
  • Eirunepé
  • Envira
  • Guajará
  • Ipixuna
  • Itamarati
  • Apuí
  • Borba
  • Humaitá
  • Manicoré/sede
  • *Distrito de Santo Antonio do Matupi/Manicoré
  • Novo Aripuanã
  • Anamã
  • Anori
  • Autazes
  • Beruri
  • Caapiranga
  • Codajás
  • Coari
  • Manacapuru
  • Iranduba
  • Rio Preto da Eva
  • *Itacoatiara/sede
  • * Distrito de Novo Remanso/Itacoatiara


Comentários